sexta-feira, 7 de setembro de 2012

MEU ENCONTRO COM A ALANIS MORISSETTE





Inicio este parágrafo já dizendo que este foi um dos momentos mais incríveis da minha vida! Não há como descrever todas as sensações que eu senti sendo fã da Alanis há mais de quatorze anos, porém vou tentar resumir como consegui estar perto de minha cantora favorita. Minha namorada Val e eu chegamos em Curitiba no último dia 05/09/2012 as 8:30hs da manhã para o show da Alanis que seria as 21hs da noite. Como tínhamos o dia todo e havíamos nos programado para irmos para a fila pelas 15hs da tarde, fomos dar uma volta pelo centro da cidade para conhecermos. Depois de irmos a alguns lugares, nos encontramos com o Estevão (fã da Alanis com o qual eu já havia tido contado apenas pelo facebook e e-mails) e com ele estavam o Rodrigo e o Fernando. Nos conhecemos de verdade alí naquele momento. Conversamos um pouco e eles disseram que estavam indo até o hotel em que a Alanis estava hospedada que era perto dalí. Quase não fomos juntos, pois pensei que seria impossível Alanis "acenar" pelo menos da janela do Hotel. Porém como tínhamos tempo, acabamos indo. Chegamos na frente do Hotel, Estevão perguntou pra recepção sobre a Alanis e eles disseram que não poderiam dar qualquer informação. Ou seja, obviamente ela estava alí. O mais engraçado é que ficamos conversando uns 5 minutos na frente do hotel e tinha uma Van parada com o nome "Ellisson", com o qual eu brinquei que poderia ter ligação. E tinha: o marido da Alanis, Souleye, estava dentro da Van o tempo todo. Rodrigo teve a idéia de ir até um café na frente do Hotel para comprar água e Estevão foi junto. Ao entrar na cafeteria, SUSTO GRANDE, Alanis estava lá tomando café. Eles nos avisaram, Val, Fernando e eu atravessamos a rua correndo, e o segurança já começava a conversar pra nós termos calma e não atrapalhar ela. Ela inclusive ao perceber a nossa aproximação pôs o óculos. Quando entrei no Café e ví Alanis alí, sentadinha na minha frente, juro, fiquei literalmente de boca aberta. Minha namorada entrava em seguida e até tirou uma foto, mas nós mesmos conseguimos nos segurar e entendemos que a Alanis estava em um momento particular, comendo. Ela mexia constantemente no celular, o que acredito agora, conversando com o marido que estava na Van e certamente ele deve ter avisado ela antes de entrarmos. O segurança disse que ela poderia tirar uma foto. Então, respeitamos este momento e esperamos lá fora. Eu nesta hora só ria de nervosismo, mas era um riso solto, feliz demais. De onde estávamos coneguíamos vê-la através do vidro da fachada conversando com uma "amiga loira". Quando ela tirou o óculos, eu estava observando e de repente ela olhou pra fora, eu ri e fiz o gesto de "uma foto please", ela sorriu e fez sinal positivo com a cabeça e com o dedo, como quem diz "ok, uma foto". Só ali, eu já me derreti inteiro, porque consegui ver seus olhos!!! Pus minhas duas mãos na boca e mandei "beijos", ela fez uma "carinha linda", deu meia risada e acenou tão delicada!!! Todos nós estávamos em êxtase, porém como mencionei antes, tentando nos segurar. Quando a Alanis levantou para sair, meu coração disparou. Ela mal saiu na porta, eu corri ao encontro dela. Ela saiu linda, sorridente, com uma voz doce, tranquila. Eu lembro que eu disse, "Oi Alanis, estou tão feliz, eu amo você!" enquanto eu a abraçava. Ela falava algo também que eu não entendi. Nisso, o segurança já pedia para que tudo fosse rápido. Quando acabei de abraçar ela (por mim ficaria as próximas três horas abraçado obviamente), ela olhou para a minha camiseta que tinha um índio bordado e disse: "So cute your t-shirt", ou algo assim, eu ri como um bobo e agradeci. Em seguida, ela abraçou cada um e então posamos para a foto. Que foram duas e não uma. Aliás, que foram algumas fotos porque minha namorada foi tirando até que o segurança pediu para parar. A foto com todos juntos, o funcionário da Cafeteria foi quem "bateu". Antes dela ir, eu ainda consegui pegar nas mãos dela novamente e dizer que seu disco "Supposed Former Infatuation Junkie" havia mudado a minha vida e a agradeci por isso. Ela falou algo que não lembro ou não entendi e sorriu tímida. Nos disse "obrigada" em português e "Nos vemos mais tarde!" em inglês. Ao que respondemos em coro que sim! Nos deu um "thiauzinho" e enquanto ela atravessava a rua eu gritei "You're beautiful!" ao que ela olhou para trás, sorriu mais uma vez e agradeceu! Quando chegou até a Van, o marido Souleye abre a porta para ela entrar. Não vimos o filho, Ever. A Van sai para algum lugar, acenamos e ela se vai... Isso tudo deve ter demorado uns 8 minutos. Quando ela se foi, nos abraçamos, rimos muito, estávamos muito felizes. Peguei meu celular no momento e mandei uma mensagem para alguns amigos porque eu tinha que contar isso naquela hora. Ficamos como "bobo-alegres" e como o Fernando comentou depois, "falamos com um inglês primitivo" embasbacados na frente dela e não vinha mais nada na cabeça para dizermos, sendo que havia mais do que um livro de duzentas páginas para dizer à ela. Eu comentei que eu consegui falar sobre meu Cd favorito, mas que também devíamos ter dito algo como "Adoramos seu novo disco Havoc and Bright Lights, sua volta está sendo incrível!" Acredito que ela ficaria feliz por estarmos falando algo do presente e não apenas do passado. Mas o nervosismo não nos deixou! Eu poderia ter dito que esperei quatorze anos por este encontro, que ela é uma inspiração em minha vida como ser humano, mas esqueci inclusive de mostrar a minha tatoo nas costas com as iniciais dela. Aliás eu até esqueci que tinha qualquer tatuagem (!). Melhor então, guardarmos este momento único em nossas vidas como um grande presente de nossos amparos, de nossos anjos! Nesta sua turnê, intitulada de "Turnê do Anjo Protetor", um salve para os nossos! Comecei a manhã do dia do meu primeiro Show da Alanis, da melhor maneira possível. E quem diria, eu que estava dizendo que este encontro já tinha quatorze anos de espera, acabei podendo abraçar, falar e fotografar com a Alanis. Sentir a sua energia assim tão de perto, fez meu espirito vibrar!!! Tenho profunda admiração por sua jornada. Já se passou dois dias desde então e quando fecho os olhos lembro diretamente da cena dela saindo daquela cafeteria, tão linda, tão gentil, tão simples, com aquele sorrisão na boca e eu indo direto aos seus braços. Foi surreal estar com Alanis, estranhamente ao mesmo tempo em que ela se tornou real pra mim, de carne e osso, o que de certa maneira me faz a partir de agora, ter ainda mais respeito por sua obra. Foram anos de dedicação, ouvindo os seus discos, prestando atenção em sua jornada inspiradora, lendo material, procurando vídeos, discutindo sua trajetória, idolatrando alguns discos (outros nem tanto): tudo foi compensado! E ainda faltava o show, embora eu já não soubesse se me faltava alguma coisa!

8 comentários:

Unknown disse...

EXTREMAMENTE FELIZ POR TI CLÉO, TU MERECE =D Abração

Viviane Gomide disse...

Oi Cléo,

Meu nome é Viviane e vi o link para o seu post no site da Alanis!
Emocionante, que bom que você viveu esse momento!

Eu fiz um post, no meu blog, sobre o show dela em BH, caso você queira ver:

http://wordsofleisure.com/2012/09/11/review-shows-alanis-morissette/

Abraços!

Felipe disse...

Que lindo, sou fã da Alanis!

dehmesquita disse...

Oi, eu também vi o link no post que a Alanis fez no site dela. Caramba, muito legal! Fico muito feliz for vocês, de verdade! É clichê, mas isso de nunca desista dos seus sonhos é tão verdade, um dia ele se realiza (mesmo 14 anos depois hehe). É isso, parabéns e felicidades! =D

Unknown disse...

Cleo, tbm vi seu comentário no site da Alanis. Se eu te contar que trabalho no prédio ao lado do hotel, que paro meu carro todos os dias no estacionamento em frente a cafeteria, que tomo café lá toda semana.... Nem imaginei que ela poderia estar ali, tão perto, tão linda, tão acessível!!! Ironias da vida, né? Fico feliz por vc ter vindo de longe e ter tido a sorte de encontra-la! \o/

Cléo Medeiros disse...

Olá pessoal, grato pelas respostas...Espero que dia desses vocês também consigam ter um encontro com ela. Boas energias à todos!

Rafaela disse...

Ai meu deows, que sonho, que sonho!
Quando recebi o seu comentário dizendo que esteve com ela, logo pensei em alguém privilegiado que trabalhou na produção ou no local do evento e esbarrou com ela, mas quando li sua história me emocionei junto, vc é tão fã como eu!!!
Me senti representada :)
Lindas as fotos e adorei todos os detalhes que contou.
Bjus

Rafa
Rafaelando.com

Raphael disse...

Bacana, deu até arrepios, legal mesmo, parabéns!